Marketing Digital: Por onde começar? - Alphabrand
Alphabrand - Design Gráfico, Webdesign e Marketing Digital

Marketing Digital: Por onde começar?

 

Seu site só vai gerar oportunidades se estiver sendo visitado

Última Atualização
1 de março de 2019

Tempo de Leitura
Aprox. 30 minutos de leitura

Autor
Marcelinho Ferreira

Revisão
Angela Antunes

Introdução

Sua empresa já está sendo procurada na internet, mesmo sem estar lá!

Quando alguém fala que o seu site pode ser uma máquina de vendas automática, pode até parecer exagero, mas acredite, é possível!

Porém, não pense que basta fazer o seu site com um template qualquer e achar que vai começar a fazer milhões em vendas, ou receber pedidos até sua empresa não poder mais atender!

Seu site só vai gerar oportunidades se estiver sendo visitado.

Hoje, quando encontramos um produto que nos chama a atenção, seja através de um anúncio em revista, seja pela indicação de um amigo, temos quase uma reação imediata de buscar mais informações sobre ele na internet.

Por isso, se você já tem um site onde divulga seus produtos e serviços, ponto para você!

Neste material você vai conhecer algumas opções de divulgação para a sua empresa, gerando tráfego para seu site e aumentando assim oportunidades de vendas.

Colocando sua empresa às vistas do mundo

É muito comum pensar que colocar um site online é o suficiente para criar uma fonte de divulgação e gerar vendas para seu negócio. Mas na internet nem tudo é tão simples como parece.

Mais importante que saber as ferramentas que você pode utilizar é saber o momento certo de aplicar cada uma delas, reduzindo, assim, custos desnecessários e otimizando a sua verba de marketing.

Além do site, você precisará entender a fundo a jornada de compra do seu cliente, e acompanhá-lo até o momento em que ele esteja apto para comprar o seu produto ou contratar o seu serviço.

O primeiro passo é investir em outras ferramentas de divulgação.

Hoje, as mídias sociais representam um papel importante na divulgação de uma empresa, e é lá onde você vai encontrar o seu cliente em potencial.

Aqui, é importante você entender que Mídia Social não é apenas o Facebook, tão pouco se restringe às redes sociais, ok?

A seguir, listamos algumas ferramentas para divulgar online o seu negócio, conectando-se com o seu público, e gerando oportunidades de venda.

Anúncios patrocinados

A forma mais rápida de ser encontrado, principalmente se está iniciando seu negócio do zero, é utilizar os anúncios patrocinados.

Por meio de ferramentas como Google Adwords, Facebook Ads, Youtube e Linkedin, você pode anunciar a sua empresa, ganhar destaque no topo das buscas de forma imediata, e ainda aparecer em outros sites relacionados ao seu nicho de atuação.

O melhor de tudo isso é que você só paga quando um visitante clicar no anúncio e entrar em seu site. É o famoso PPC (Pay-per-Click).

Se você quer saber mais sobre Google Adwords e o tráfego orgânico, não deixe de ler o artigo Pesquisa paga ou orgânica em nosso blog.

Outra vantagem de anunciar na internet é que todas as suas ações podem ser mensuradas através de dados, que ajudarão a verificar se sua campanha está trazendo resultado, e mostrar onde você deve focar os seus esforços.

Além de trazer insights importantes para novos produtos e serviços, esses dados podem ajudar a entender quais mudanças devem ser aplicadas em seu site, a fim de aumentar o número de conversões.

E por falar em conversão, você sabe o que é isso?

No Marketing Digital utilizamos esse termo quando estabelecemos e agrupamos todo o tráfego que recebemos no site em uma espécie de funil, com etapas pré-estabelecidas.

Quando um visitante passa de uma etapa para outra dentro desse funil, dizemos que tivemos uma conversão.

As etapas do funil podem ser também ser consideradas como metas.

Marketing de Conteúdo: a arte de vender, sem vender!

O marketing de conteúdo tornou-se hoje uma ferramenta extremamente essencial para atrair tráfego orgânico para os sites.

Por meio de artigos no seu blog, você consegue responder às perguntas do seu público-alvo quando esse estiver pesquisando na internet algo relacionado ao seu ramo de atuação.

Quanto mais específica estiver a sua “resposta” em relação ao “questionamento” do internauta, maior a chance da sua empresa ser encontrada. E essa é só uma das vantagens.

Quer um exemplo? Vamos lá!

Imagine a empresa Bolsas&Cia que acabou de lançar sua loja virtual.

Ninguém sabe que ela existe ainda, então como seria a melhor forma de começar a trazer visitas para o site?

Bem, uma pessoa que está com a intenção de comprar uma bolsa não vai digitar simplesmente “bolsa” no campo de busca, ela vai digitar algo do tipo ”bolsa pequena para festa”, “bolsa para secretária”, “bolsa para maternidade barata”, “melhores bolsas para viagem”. Enfim, ela sempre irá atrelar uma necessidade ou desejo ao produto que está buscando.

Com essa informação, a Bolsa&Cia pode começar a produzir conteúdos para o blog, focando em cada um destes termos. Pode, por exemplo, criar um artigo mostrando “Saiba como escolher as melhores bolsas de viagem para o final de semana”.

Quando seu blog responde exatamente o que a pessoa está buscando, a chance do seu site ser encontrado é extremamente alta.

E depois que é encontrado, você conquista uma excelente oportunidade de mostrar o que a sua empresa faz.

Em um segundo momento você vai notar que, manter seu blog atualizado com informações do seu nicho, também é um meio de fidelizar os clientes que já conhecem a sua empresa e, com isso, gerar novas oportunidades de venda.

Falaremos mais sobre isso nos próximos tópicos.

Otimizando seu site e conquistando um lugar no topo

Já que vimos exemplos de palavras-chave, tem uma coisa importante que você precisa conhecer: o SEO.

O SEO, que em português significa Otimização para Mecanismos de Buscas. É a arte de se destacar nesses mecanismos. Para isso, são aplicadas técnicas ao seu site que visam conseguir o melhor posicionamento das suas páginas nos resultados de busca, em relação à palavra-chave digitada.

Conseguir uma boa posição na busca orgânica é uma forma de aumentar o tráfego sem ter que pagar pelas palavras-chave em anúncios patrocinados.

Porém, isso não significa que não terá custos para sua empresa. Você ainda precisará de redatores para escrever seus artigos, e programadores para ajustar o seu site, além de acompanhar as atualizações que os serviços de pesquisa lançam para aprimorar as pesquisas.

Esse trabalho tende a trazer resultados de médio a longo prazo, e precisa ser feito de maneira constante, pois toda empresa está batalhando para conquistar seu lugar ao sol, ou melhor, um lugar no topo da pesquisa.

O serviço de SEO começa com a definição das palavras-chave, passando por uma otimização interna em cada página, até a construção de uma rede de links em outros sites, o famoso link building.

Se ainda não ficou convencido se estar bem posicionado na internet pode trazer mais vendas para sua empresa, confira estas estatísticas:

Veja neste artigo os principais fatores que contribuem para o posicionamento do seu site e aprenda como otimizar suas páginas para garantir o seu lugar ao topo!

Alcançando público nas redes sociais

É importante para a sua empresa que você entenda que as redes sociais como o Facebook, Instagram, Linkedin, e Twitter são excelentes ferramentas para propagação da sua marca, e que cada uma atende a um certo público. Mas também é importante que você não confie 100% da divulgação do seu negócio em uma só rede.

Agora sim, vamos falar das redes sociais!

Mas por que não confiar a divulgação a uma única rede social? Pois a qualquer momento os reais donos dessas redes podem mudar a política de anúncio, e você não poderá fazer nada a respeito disso. Com isso, você corre o risco de perder todo o esforço que depositou nessa ideia

Para ficar mais simples, pense nas redes sociais como uma casa alugada: a qualquer momento o dono poderá pedi-la de volta.

Nem por isso, as redes sociais deixam de ser um excelente espaço para divulgação da sua empresa. Afinal, elas facilitam a conexão com seu público-alvo e ajudam você a alcançar dezenas — e até milhares — de pessoas, e quase que instantaneamente.

Mas atenção: não pense que conseguirá viralizar uma postagem do dia para noite. No início é sempre preciso investir. Sabe aquele negócio de que “não existe almoço grátis?”, pois é, mas redes sociais também funciona assim!

A rede social que sua empresa decidir utilizar como ferramenta de marketing precisa estar alinhada com o seu nicho de atuação. Para descobrir se vale a pena investir em determinada rede, basta se perguntar: O meu cliente usa esse tipo de ferramenta para manter-se informado?

Principais redes sociais para conectar-se com seu público e os seus números:

Fontes:
Sala de Imprensa do Facebook
Sala de Imprensa do Youtube
Reportagem Época Negócios
Reportagem Exame.com

Convertendo visitantes em leads

Lead é o termo utilizado para Cliente em Potencial, ou seja, um visitante que enviou seus dados de contato e está interessado no produto ou serviço que sua empresa oferece.

Quando uma pessoa acessa o seu site ela é apenas um visitante que pode ter até caído de paraquedas por lá. Mas se preenche um formulário fornecendo um e-mail, telefone ou outra forma de entrar em contato, ela já pode ser considerada um lead, ou seja, alguém realmente interessado no seu produto ou serviço.

É nessa hora que o seu site precisa vender por você!

Diferente de uma loja física que você estará observando seu cliente entrar e poderá oferecer ajuda instantânea, o site precisa vender sem a sua presença.

Analise como estão dispostos os produtos, se seu site está organizado de maneira que o visitante encontre o que procura de maneira fácil, e se a identidade visual está de acordo com o restante dos materiais que sua empresa publica.

Esse último detalhe vai ajudar o visitante fixar a sua marca, uma vez que ele pode estar vendo as publicações de diferentes locais, como celulares ou tablets.

Passar uma visão profissional, ter uma boa navegabilidade, e comunicar-se com textos claros e objetivos, são fatores que fazem toda a diferença para o sucesso do seu negócio.

Com o tempo, você criará uma base de clientes que se tornarão mais uma fonte de divulgação para sua empresa.

Essa é a etapa ideal para iniciar suas campanhas de e-mail marketing.

E-mail Marketing

O e-mail marketing sempre será uma ótima fonte de relacionamento com o cliente, independentemente de novas ferramentas que surgem no mercado.

Você deve ter ouvido por aí que o e-mail marketing perdeu força por causa das redes sociais e aplicativos de mensagens como WhatsApp, Messenger, entre outros. Preferimos acreditar que o e-mail marketing ainda é principal ferramenta de comunicação empresarial. Vamos explicar o porquê:

Quando precisamos mandar documentos importantes, ou receber comprovantes de compras, é no e-mail que confiamos para guardar todas essas informações.

Mas se for verdade que as empresas estão migrando para outras ferramentas e deixando o e-mail marketing de lado, é só uma oportunidade para você utilizar o e-mail marketing com uma concorrência menor, concorda?

Para iniciar uma campanha de e-mail marketing você precisa de um servidor de envio, que além de facilitar o envio e segmentação para sua base de contatos, fornecerá informações sobre aberturas, cliques, erros, dentre outras.

Dicas essenciais para sua campanha de e-mail Marketing:

Utilize imagens com moderação: a maioria dos serviços de e-mail bloqueiam as imagens. Então, a menos que seja uma empresa em que a foto seja extremamente importante, utilize o mínimo de imagens possível;

Defina UM objetivo: a não ser que esteja utilizando seu e-mail marketing como forma de filtrar e classificar seus visitantes, tente utilizar um objetivo único em cada campanha, por exemplo:

Defina a sua Call-to-Action: em português, a chamada para ação, é uma mensagem instruindo seu visitante a fazer determinada ação. Utilize verbos, e deixe claro qual ação deseja que o receptor do e-mail marketing execute, tais como: acesse o blog agora e ganhe 10% de desconto!

Neste artigo você encontra um passo a passo para iniciar suas campanhas de e-mail Marketing com o Elasticemail.

A lista de contatos

No mundo digital ter informações do seu cliente vale ouro! Mas não basta sair comprando listas “segmentadas” no Mercado Livre e achar que descobriu o mapa da mina. Talvez esteja mais para um campo minado!

É fato que para fazer campanhas de e-mail marketing, você precisará de uma base de contatos, mas comprar uma lista de e-mails é a pior coisa que pode fazer para o seu negócio.

Se um estranho bate a sua porta, você se sente inseguro, certo? Com o e-mail marketing é a mesma coisa. Ninguém gosta de receber e-mails de quem não conhece ou nunca ouviu falar.

Além de ser estranho para a pessoa que está recebendo o e-mail, ela poderá reportar sua mensagem como spam. Com isso, seu domínio vai perdendo credibilidade, podendo entrar em uma blacklist, além de suas campanhas perderem a força.

Então escreva isso em um papel e cole na parede do seu escritório: “Nunca comprarei uma lista de e-mails!”

MATERIAIS RICOS OU ISCAS DIGITAIS
A verdade é que ninguém vai lhe fornecer o contato simplesmente porque você pediu. Se seu produto ou serviço precisa de uma força extra para que o visitante solicite mais informações, você pode oferecer algo em troca. Para acessar este material, por exemplo, você deve ter fornecido seu e-mail.

Umas das formas mais eficazes de conversão é o chamado Material rico ou Isca digital. Uma isca é um brinde, um mimo que você vai oferecer ao seu potencial cliente, em troca disso ele vai lhe fornecer o e-mail ou telefone.

Sua isca digital precisa estar alinhada ao que sua empresa faz, para que você consiga atingir pessoas que estão diretamente interessadas no produto ou serviço que oferece. 

Por isso, é importante ter uma lista própria, construída do zero. É difícil, é demorado, mas você vai perceber o quanto isso fará a diferença para as suas campanhas.

Landing Pages

Landing Pages são páginas especiais focadas na divulgação de um produto ou serviço específico.

Com a criação de uma landing page você guia seu usuário através das vantagens que está oferecendo, e o incentiva a executar uma ação desejada.

Se estiver trabalhando com anúncios patrocinados para determinado produto ou serviço, pense na criação de uma página específica para isso.

Enviar tráfego para a raiz do seu site e deixar o seu visitante encontrar o que precisa por conta própria, pode diminuir o número de conversões e, consequentemente, aumentar os custos da sua campanha.

Trabalhar com uma página específica também dá a possibilidade de fazer testes com imagens, textos e call-to-actions diferentes, e medir de maneira mais fácil se essas mudanças foram significativas para o aumento da conversão.

A propósito, podemos traduzir Call-to-Action para Chamada de Ação, que são frases persuasivas, incitando seu visitante a realizar determinada ação.

Mantendo o conectado com o seu público

Hoje, há muitas ferramentas que contribuem para que o seu negócio fique conectado diretamente o público que você já conquistou.

Redes Sociais: Sim, já falamos das redes sociais nos tópicos anteriores, mas nessa fase ela entra com uma proposta diferente.

Antes estávamos divulgando através de ferramentas pagas que as redes sociais nos oferecem. Nessa segunda etapa provavelmente os visitantes já começaram a seguir os perfis que sua empresa divulgou, e agora é a hora de mantê-los por perto, fidelizando-os com conteúdos interessantes para eles.

Ao utilizar as redes sociais com esse propósito fique atento com:

Se está pensando em postar uma vez a cada trimestre, melhor investir o seu tempo e energia em outra ferramenta de divulgação.

Veja também outras formas de manter seu público conectado:

Notificação Push: Por meio das notificações Push seu visitante pode se inscrever com um clique e receber alertas de mensagens direto no desktop, sempre que você publicar algo novo.

ChatBot: Os chatbots viraram uma febre, e mais um meio de manter-se conectado com sua audiência. Além de automatizar ações em suas redes sociais, alguns sistemas de Chatbots permitem criar um banco de dados para que você possa entrar em contato com as pessoas que interagem com as suas páginas.

 

Personas: vendendo para o cliente certo, no momento certo

Para vender seus produtos ou serviços com sucesso você precisa conhecer o seu cliente, o que o motiva a comprar da sua empresa, o que ele precisa, e como ele vê a solução naquilo que você fornece.

Persona é uma representação do cliente ideal, baseado em dados reais como demográficos, carreira, comportamento, motivações e objetivos.

Diferente do público-alvo, que tende a ser mais abrangente, a persona dará mais insights sobre o cliente que quer atingir.

Ter uma compreensão do cliente ideal, a persona, é fundamental para geração de conteúdo, criação de novos produtos, além de auxiliar diretamente nas vendas e no marketing.

Se souber exatamente o que sua persona precisa, será muito mais fácil desenvolver algo que ela vai comprar de você. Se souber o que sua persona está tentando atingir, você pode criar produtos para ajudá-la a chegar lá.

Definir uma persona principal
As chances de você ter mais de uma persona são muito grandes. Por isso, é importante definir qual a persona principal para focar seu trabalho no início. Geralmente, a principal persona é aquela que trará mais lucros para seu negócio, mas todas as outras também são importantes.

Definir personas para seu negócio é crucial para o sucesso do marketing e das vendas da sua empresa. Afinal, sua equipe de marketing precisa saber para quem está anunciando, e a equipe de vendas precisa saber para quem está vendendo.

Conte uma história
Após pesquisar e reunir todos os dados em seu software favorito — Evernote, Google Drive, Excel ou qualquer outro aplicativo — separe em grupos e monte uma história sobre cada personagem. Colocar os dados em um contexto vai facilitar a conhecer a sua persona.

Acompanhamento e métricas: transformando dados em resultados

A melhor parte do Marketing Digital é poder medir e saber exatamente o resultado que cada ação está trazendo para sua empresa!

Você pode facilmente ficar impressionado com o número alto de seguidores no Facebook ou Instagram do seu concorrente, e achar que essa é uma boa métrica para colocar em seu planejamento.

Mas no final das contas o que vai importar é se esses números, realmente, estão ajudando a vender.

As ferramentas de divulgação online fornecem dados para você analisar se as ações que está realizando estão surtindo efeito. De forma resumida, você pode, por exemplo, descobrir quantos visitantes está recebendo no site, quantos preencheram um formulário e entraram contato, e quantos se tornaram efetivamente clientes.

A conta é simples: divida todo o retorno conseguido através dos anúncios pelos custos. Assim, terá o seu Retorno sobre as Campanhas pagas , o ROAS (Return on Advertising).

Ter os dados de cada etapa permite analisar cada uma delas e ver o que pode melhorar, a fim de diminuir o seu custo por venda e focar nas ações que mais deram resultados.

Ferramentas para acompanhar as estatísticas

A maioria das redes sociais voltadas para empresas oferecem seu próprio painel de estatísticas. Mas para qualquer site é indispensável estar integrado ao Google Analytics.

Com o Google Analytics você pode acompanhar de perto a evolução de visitantes no seu site, saber de onde eles estão vindo, e ter insights de como ajudá-los ainda mais.

Ele é gratuito, e para começar a utilizar basta fazer uma conta e instalar o código no seu site.

Quanto mais cedo você estiver com o Analytics integrado, mais dados terá coletado para analisar e melhorar a forma como atrai e converte seus visitantes em clientes!

Algumas estatísticas que o Google Analytics oferece:

Quando você tem este e outros dados em mãos, fica muito mais fácil fazer a análise de resultados das suas campanhas e tomar decisões importantes para garantir o sucesso do seu negócio!

Conclusão

Bem, esperamos que este resumo tenha explicado de forma fácil e clara por onde você pode começar a divulgação da sua empresa na internet.

É importante lembrar que citado são apenas algumas das ferramentas dentre as diversas opções disponíveis no mundo online.

Cada negócio tem suas particularidades, o importante é sempre TESTAR, ANALISAR E OTIMIZAR.

Lembre-se de medir todos os resultados das ações realizadas, e mudar até achar uma fórmula que encaixe perfeitamente ao seu segmento.

Gostaria de receber uma consultoria personalizada?

Envie uma mensagem em converse agora com nossos consultores

Sumário