Hashtags: Como utilizá-las corretamente no Instagram - Alphabrand
Hashtag Instagram: Como usar?
Por Alphabrand em 22 de outubro de 2019 | Redes Sociais

Hashtags: Como utilizá-las corretamente no Instagram

Início » Blog » Redes Sociais » Hashtags: Como utilizá-las corretamente no Instagram

O Instagram é uma das redes sociais mais populares do mundo digital. De acordo com uma pesquisa realizada pela Deloitte, no ano de 2018, cerca de 37% da população brasileira afirma usar o Instagram durante, pelo menos, uma hora por dia. Os números demonstram um aumento significativo em relação ao ano anterior, quando 28% disse usar a plataforma diariamente.

A popularidade do Instagram é maior entre as mulheres e os jovens. Ainda há uma certa resistência entre os mais velhos, que dão preferência ao Facebook.

Com o progressivo crescimento de visibilidade do Instagram, as empresas resolveram se aproveitar da rede para efetivar as estratégias de marketing. Cerca de 83% dos usuários seguem algum tipo de negócio, empreendimento ou marca no Instagram, sem contar os influenciadores digitais, que divulgam parcerias pagas e patrocínios.

No entanto, a popularidade da rede não basta. É preciso pensar em estratégias realmente efetivas para o uso do Instagram, especialmente, no que diz respeito às hashtags.

O que são hashtags?

O termo “hashtag” é usado para definir uma palavra-chave que vem destacada depois da cerquilha, o popular “joguinho da velha” (#). Ela foi usada pela primeira vez no Twitter, para facilitar a busca dos usuários por assuntos ou temas específicos. Com o passar do tempo, o recurso passou a ser visto em outras redes sociais, como o YouTube, Facebook, LinkedIn e, principalmente, o Instagram.

Devido ao uso exponencial das hashtags, elas se tornaram hiperlinks dentro das redes sociais, sendo possível indexar palavras nos mecanismos de busca. Dessa maneira, basta clicar em uma hashtag para visualizar conteúdos relacionados, que utilizaram as mesmas palavras.

Assim, muitas pessoas conseguem encontrar serviços e produtos, só com as hashtags. Por exemplo, quem procura por um bom fornecedor de grama, pode buscar por #fornecedoresdegrama, #fornecedordegrama, #fornecedordegramasp, entre outras palavras que facilitam o acesso.

É exatamente por conta disso, que não é recomendável utilizar tags muito específicas, pois elas não representarão um conjunto de assuntos específicos, restringindo a busca a poucos conteúdos.

Ademais, é preciso considerar que a visibilidade de um post depende de quanto o termo é procurado; portanto, quanto mais popular, mais visualizações. Por exemplo, ao tratar de instalação de elevadores residenciais, procure evitar hashtags como #instalacaodeelevadoresresidenciaisdecorpratacommotoreficiente. Prefira: #instalacaodeelevadores, #elevadoresresidenciais e #instalacaodeelevadoresresidenciais.

Por isso, apesar de não obrigatórias, as hashtags são usadas em grande parte dos posts, sejam eles comerciais ou pessoais.

Como utilizar as hashtags corretamente no Instagram

Em primeiro lugar, o uso das hashtags (ou uma boa combinação delas) pode ajudar a expor seu post para mais públicos, aumentando a visibilidade do conteúdo. Para as empresas, essa estratégia é bastante efetiva, uma vez que, quanto mais público, maiores são as chances de conversão de clientes.

Mesmo pequenos prestadores de serviço, como um azulejista, pode investir em uma boa estratégia com as hashtags. Além de não ter nenhum custo, a ação é extremamente eficiente para alcançar novos clientes.

Segundo uma pesquisa realizada pela SproutSocial, as hashtags conseguem elevar o engajamento em até 12,6%. Contudo, é preciso saber utilizá-las corretamente, para que esse engajamento se converta em resultados positivos de marketing.

Não use hashtags muito genéricas

Conforme mencionamos anteriormente, as hashtags muito específicas costumam não dar tanta visibilidade para a postagem. O mesmo vale para palavras muito genéricas, como #amor, #paz, #instadaily, entre outras.

Apesar de gerar visibilidade, é bem provável que a atração seja somente por um público único de seguidores, especialmente, àqueles que seguem e comentam apenas para levar outros seguidores à sua própria conta. Para as empresas, essa estratégia não é interessante, pois faz com que o público de potenciais clientes não veja a conta com a devida credibilidade.

Por isso, é importante criar conteúdos para aumentar o número de seguidores, mas de forma inteligente, voltando para assuntos do seu público-alvo, com conteúdos de relevância.

Se você está vendendo um serviço como pintura de fachadas e quer mostrar o resultado do seu trabalho, o melhor é apostar em hashtags como #pinturadefachadas, #restauracaodeedificios, entre outros. Elas serão mais assimiladas pelos clientes do que as hashtags genéricas, como #pintura.

Respeite o limite de hashtags imposto pelo Instagram

Existe um limite de 30 hashtags por postagem no Instagram. Porém, isso não significa que devemos usar todas elas. De acordo com um estudo feito pela SocialFresh, é recomendável até 10 hashtags por postagem, no máximo. Isso porque, a qualidade também importa na hora de escrever as palavras linkadas e os usuários também percebem isso: quanto mais hashtags na postagem, menor é a autoridade de uma postagem na visão do público.

Por exemplo, ao tratar sobre uma reforma de piso de madeira, é possível utilizar 5 hashtags relacionadas com o serviço (exemplo: #reformapisodemadeira, #pisodemadeira, #reformadepisos, #reformaderevestimentos), com mais 5 de assuntos do ramo de atuação (exemplo: #limpezadepisos, #restauracaodepisos, #servicosdelimpeza, #reformadacasa).

Não use uma hashtag para cada palavra

Esse é um erro muito comum, especialmente, de quem está começando a produzir conteúdo para o Instagram. Por exemplo, uma construtora de obras comerciais pode usar tags relacionadas com a construção civil, dessa forma, ao invés de escrever #casa #em #reforma, o certo seria: #casaemreforma.

Além de não ficar bonito esteticamente, o conteúdo também é prejudicado com uma hashtag por palavra, pois oferece uma busca genérica e, em muitos casos, com assuntos não relacionados com o perfil.

Atenção com a ortografia

Observe atentamente a escrita das palavras, ao elaborar uma hashtag. O menor erro pode redirecionar o conteúdo para outro público e comprometer o alcance da postagem. Sabemos que erros de digitação são comuns, porém, é recomendável fazer uma revisão antes de publicar.

Não use sempre as mesmas hashtags

Muitas empresas tendem a usar as mesmas hashtags em toda a postagem, acreditando engajar e aparecer mais no ranking de visibilidade sobre o conteúdo. Contudo, essa não é a melhor estratégia, até porque o Instagram pode notar e considerar essa prática como um spam.

Varie as palavras usadas de acordo com o tema da postagem (foto, vídeo ou ilustração), nicho, local e também perceba as tags que estão em alta no momento. Assim, ao tratar sobre um serviço de restauração de mármore, procure por hashtags que representem o conteúdo publicado (uma foto em que aparece uma estátua, pode usar tags relacionadas com arte e escultura, por exemplo).

Evite cair no shadowban

O shadowban no Instagram ocorre quando a sua postagem e conteúdos deixam de aparecer no feed das hashtags, bem como de localização ou na aba “explorar” da rede. Isso acontece porque o Instagram possui um recurso automático que identifica os spam, bem como técnicas impróprias de expansão de número de seguidores, como os bots e robôs.

Com o shadowban, além de o seu conteúdo diminuir o alcance, ele só aparece para as pessoas que já te seguem, sem a possibilidade de atrair novos públicos. Apesar de muitos usuários reclamarem do shadowban, a estratégia é uma forma que o Instagram tem de garantir uma boa experiência ao usuário, além de evitar a propagação de ações de marketing antiéticas.

Por isso, use as hashtags estrategicamente. Para saber se você sofreu shadowban, siga as instruções:

  • Faça uma publicação no perfil do Instagram;
  • Utilize as hashtags da forma usual;
  • Encontre 5 perfis que não te seguem;
  • Peça que eles encontrem sua publicação pelas hashtags;
  • Veja se você está aparecendo para estas pessoas.

Algumas contas empresariais estão propensas a sofrer shadowban, especialmente, quando não usam as hashtags de modo correto. Sendo assim, é recomendável verificar a quantidade de vezes que você já fez uma publicação similar, com as mesmas palavras linkadas.

Tem como sair do shadowban?

Se você percebeu que está no shadowban, existem algumas medidas emergenciais que podem te ajudar. No entanto, lembre-se de não voltar a adotar as mesmas estratégias quando a sua conta voltar ao normal.

  1. Dê um tempo nas postagens: recomenda-se passar de 24h a 48h horas sem realizar nenhuma atividade no perfil, nem mesmo o login. O Instagram irá parar de rastrear sua conta por um tempo e, naturalmente, ela irá se recuperar.
  1. Diminua a frequência das publicações: em geral, os perfis que sofrem shadowban publicam vários conteúdos em um mesmo dia. Isso pode ser visto como um spam. O melhor é diluir as postagens de 2 a 3 vezes na semana, dependendo da popularidade da sua conta. Dê prioridade para assuntos em destaque, por exemplo, se uma empresa realizar uma boa limpeza de fachada predial, prefira publicar os resultados, ao invés de uma publicidade direta.
  1. Transforme sua conta comercial em perfil pessoal: o Instagram oferece a opção de trocar uma conta comercial para um perfil pessoal ou produtor de conteúdo. Caso tenha sofrido shadowban, tente essa modificação por um tempo, depois retorne à conta comercial normalmente.

Se nenhuma das alternativas funcionar, tente entrar em contato direto com o Instagram. Essa não é a melhor solução, pois muitas vezes, o suporte não responde. No entanto, é uma das formas de sanar o problema, caso nenhuma das estratégias dê certo.

Gostou deste contúedo? Compartilhe!