Página Inicial Blog
monitoramento de Palavras-chave
Home Blog / Blog / Mkt Digital / Resultados SEO: acompanhamento e monitoramento de palavras-chave

Resultados SEO: acompanhamento e monitoramento de palavras-chave


Por Alphabrand em 24 de setembro de 2020


Nenhuma estratégia de marketing digital será eficiente sem o acompanhamento dos resultados.

Quando você investe tempo e dinheiro em uma estratégia, precisa saber se ela está dando certo, não é mesmo?

 Por isso, fazer o monitoramento das suas palavras-chave é de extrema importância. 

Veja, neste artigo, as principais métricas e ferramentas que vão ajudar você nesse processo.

Monitoramento de palavras-chave: principais métricas de SEO para ficar de olho

Para cada negócio existem métricas específicas que devem ser definidas, inclusive, antes mesmo de postar o seu conteúdo. 

No entanto, existem quatro bem importantes que você deve acompanhar de perto, são elas:

  • aumento de visitas — tráfego orgânico;
  • taxa de rejeção;
  • taxa de cliques (CTR);
  • taxa de conversão.

Aumento de visitas – Tráfego Orgânico

Depois de otimizar e continuar produzindo conteúdos novos com frequência, a tendência é que o número de acessos no seu site aumente ao longo do tempo.

Para saber se isso está relacionado a sua estratégia de SEO, você pode acompanhar por meio do Google Analytics o número de visitas que está recebendo decorrente de  tráfego orgânico.

Gráfico mostrando o monitoramento de tráfego através do Google Analytics
Google Analitycs > Aquisição > Visão Geral

Taxa de Rejeição

Mais tráfego nem sempre significa mais negócios. Se sua empresa não ganha com visualizações de página, precisa estar atento à taxa de rejeição do site.

Estatística de acesso do site, mostrando a taxa de rejeição, entre outros detalhes.
Google Analitycs > Público Alvo > Visão Geral

Essa taxa  é calculada toda vez que um usuário chega a sua página e não interage com seu conteúdo. Se acessa  e sai logo em seguida, significa que aquele conteúdo não o impactou, aumentando a sua taxa de rejeição.

Claro, essa recusa pode estar relacionada a outros fatores e não apenas  ao conteúdo. Por exemplo, se uma página demora para carregar, é normal que as pessoas não permaneçam muito tempo nela.

Essa métrica não tem impacto direto no SEO, mas pode ser um indicativo da qualidade do seu conteúdo. Você também pode acompanhá-la por meio do Google Analytics.

Taxa de Cliques

A taxa de cliques (CTR) é o percentual de pessoas que clicaram no seu link quando ele apareceu nos resultados da busca. 

Fazer um bom meta título e meta descrição ajuda a melhorar essa taxa. 

Você pode consultar a taxa de cliques para cada termo que está gerando visualizações do seu link através do Google Search Console.

Painel do Google Search Console mostrando a evolução do tráfego.
Google Search Console > Desempenho

Taxa de Conversão

Todo conteúdo deve ter um objetivo. Ou seja, porque você o está publicando?

  • Para trazer mais visitantes? 
  • Para vender seus produtos ou serviços? 
  • Para aumentar a sua lista de contatos?

Esses são só alguns exemplos de métricas de conversão que devem ser acompanhadas em cada página publicada.

Os indicadores que analisar (KPIs), devem ser definidos na hora da produção do seu conteúdo, seja uma página de vendas ou artigo para o blog.

Adivinhem qual pode ser uma ótima ferramenta para fazer esse acompanhamento? Sim! Mais uma vez o Oscar vai para o Google Analytics!

Como pode observar, o Google Analytics pode fornecer muitos dados e insights para o seu negócio por meio do tráfego gerado no site, mas ele precisa estar configurado desde o início da estratégia. 

Saiba mais sobre o Google Analytics.

Verificando o posicionamento das palavras-chave

Acompanhar o posicionamento das palavras-chave não é uma tarefa muito simples de se fazer. 

No início dessa série eu comentei que bastava ir ao Google e digitar a palavra-chave e ver em que posição seu site aparece. Mas nem sempre funciona dessa forma.

Isso porque o Google relaciona alguns fatores na hora de mostrar os resultados, como a localização e as preferências do usuário.

Localização

O Google sabe onde o usuário está  e usa essa informação para melhorar os resultados da busca apresentados.

Faça um teste! Você pode fazer a pesquisa de uma palavra-chave e pedir para alguém que esteja em outro bairro fazer a mesma pesquisa e, no final, obter uma lista de resultados diferentes.

Preferências do Usuário

Além da localização, o Google também considera as suas preferências e o históricos de navegação de sites já acessados. 

Por isso, usar aba anônima é uma forma de simular um novo usuário que esteja pesquisando aquela palavra-chave.

Mas saiba que, mesmo utilizando a aba anônima, o Google ainda detecta a sua localização pelo seu IP. (Sorria, você está sendo rastreado!)

Essas primeiras dicas servem apenas se você tem poucas palavras-chave para acompanhar. A seguir, verá algumas ferramentas que podem facilitar esse processo.

4 ferramentas de descoberta e de monitoramento de palavras-chave

O que as ferramentas que realizam o processo de monitoramento de palavras-chave fazem é simplesmente realizar uma busca no Google e ver a posição. Ou seja,  é só uma automatização do processo manual citado anteriormente. 

Por isso, também podem haver variações no resultado quando você utiliza ferramentas diferentes para descobrir o ranking da sua palavra-chave.

Porém, a vantagem dessas soluções é que elas mantêm o histórico dos posicionamentos de cada keyword.

Saber se uma palavra-chave está subindo ou caindo pode ser o ponto de partida para uma ação dentro de determinado conteúdo.

Veja abaixo 4 opções de ferramentas para monitoramento.

Serpfox

Eu já falei do Serpfox aqui no blog e é um dos que mais indico devido a sua simplicidade. No Serpfox, basta configurar a palavra-chave, inserir a localização e aguardar a atualização.

Painel de monitoramento do Serpfox mostrando ranking de palavras-chave
Painel de monitoramento SerpFox

Você pode usar gratuitamente para acompanhar até 10 palavras-chave ou assinar um dos planos que a empresa oferece para um número maior de palavras.

Google Search Console

Se você está levando a estratégia de SEO a sério, terá que incluir o Google Search Console como parte do seu dia a dia. 

Além de ajudar na indexação, ele também trás as métricas de acesso do site e mostra quais os termos que estão gerando mais visualizações e cliques para as suas páginas.

Você pode acompanhar essas métricas pela guia Desempenho, dentro da ferramenta. 

Painel Desempenho do Search Console mostrando posição de algumas palavras-chave.
Google Search Console > Desempenho

Ativando o botão Posição Média, é possível  ter uma média do posicionamento geral para esses termos que ele relaciona.

O Google Search Console não irá mostrar exatamente as palavras-chave que você selecionou, caso elas ainda não estejam trazendo visualizações para o seu site.

O que ele mostra são os termos digitados pelo usuário e que trouxeram sua página entre os resultados. Isso é bom para descobrir o que o Google já está “enxergando” em seu site.

Além disso, você pode aproveitar esses insights para melhorar o seu conteúdo.

SERPmojo

O SERPmojo é um aplicativo para Android bem simples de utilizar. Basta instalar no seu celular e cadastrar o domínio e palavras-chave. 

Telas do aplicativo Serpmojo, mostrando a evolução das palavras-chave.
Telas do aplicativo SERPmojo

Nele não há limite de palavras-chave a serem acompanhadas para monitoramento, mesmo na versão gratuita. Mas como não existe “almoço grátis”, a ferramenta só atualiza o ranking quando a tela do aplicativo está aberta. 

Quanto mais palavras-chave estiver acompanhamento, mais essa atualização vai demorar. 

Para conseguir configurar as atualizações em segundo plano, é preciso  fazer a assinatura, que custa R$ 19,99/ano. O que é algo razoavelmente barato, comparado a outras ferramentas do mercado.

Dança da SERP

Se chegou até aqui sem saber o que é SERP, saiba que foi  proposital! 

Minha intenção era trazer uma linguagem mais acessível para quem está iniciando nessa estratégia de marketing digital. 

Mas  como palavra SERP vai começar a aparecer cada vez mais no seu dia a dia, é bom saber o que ela significa.

SERP é o acrônimo para Search Engine Results Page, ou Páginas de Resultados do Mecanismo Busca, na tradução. Nada mais é que a página de resultados que o Google mostra a cada pesquisa realizada.

É importante que você saiba que quando publica um conteúdo novo, ele pode demorar até começar a obter visitas orgânicas. 

Isso porque a concentração maior de cliques está na primeira página de resultados, especialmente  nas primeiras posições.

Gráfico com histórico  de posicionamento de uma palavra-chave - SerpFox
Gráfico com histórico de posicionamento de uma palavra-chave – SerpFox

Geralmente, quando um conteúdo é novo, ele pode subir e descer no ranking da busca com uma frequência muito alta. Isso é o que chamamos de “Dança da SERP”, em linguagem não oficial! hehe

Só é possível  observar algum resultado real dentro de 4 a 6 meses, em crescimento contínuo. Por isso, a importância de começar a estratégia quanto antes.

Até logo, e obrigado pelos peixes!

Assim, chegamos ao fim da jornada SEO, mas não significa exatamente que é o final da sua estratégia.

Mesmo depois que o seu conteúdo é publicado, é necessário sempre estar atento às mudanças no algoritmo do Google para que as posições conquistadas não sejam impactadas negativamente.

Também, sempre que possível, é importante atualizar as páginas ou artigos, incluindo novas informações ou removendo aquelas que se tornaram obsoletas ou estão desatualizadas.

Lembre-se de enviar o link para indexação prioritária utilizando o Google Search Console sempre que fizer atualização de um artigo ou página.

Todo o conteúdo que abordamos é o básico do SEO e, como pode ver, o básico já é bem avançado! Por isso, volte aos artigos sempre que precisar. 

Neste link você encontra todos os conteúdos relacionados a SEO que já foram publicados, bem como os mais recentes. Não deixe de acompanhar! 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =