Página Inicial Blog
Robôs vermelhos montando uma página de site para ilustrar a otimização SEO ON PAGE
Home Blog / Blog / Redes Sociais / SEO On Page: o que é e como funciona a otimização do conteúdo?

SEO On Page: o que é e como funciona a otimização do conteúdo?


Por Alphabrand em 17 de setembro de 2020


Agora que você já aprendeu a buscar e a selecionar as melhores palavras-chave para o seu site no artigo “Palavras-chave: como encontrar, avaliar e escolher as melhores para sua estratégia?”, é hora de colocar em prática o SEO On Page!

A boa notícia é que, provavelmente, parte desse processo já foi realizada na etapa da análise de SEO. Porém, ele deve ser feito toda vez que você criar uma página ou artigo novo em seu site.

Por isso, além das dicas que vou listar abaixo, todas as citadas anteriormente também se aplicam ao SEO On Page.

O que é SEO On Page

SEO On Page são estratégias de otimização realizadas em cada página do seu site, com o objetivo de melhorar o posicionamento nos mecanismos de buscas, buscando o aumento do tráfego orgânico para uma página específica.

Considerando isso, existem 4 principais itens a serem avaliados:

  • densidade e posicionamento das palavras-chave;
  • legibilidade;
  • otimização das imagens;
  • configuração das Meta Tags de título e descrição da página.

Densidade de palavras-chave

A densidade de palavra-chave é a quantidade de vezes que essa aparece no texto.

Antigamente, uma quantidade alta de repetição de palavras-chave fazia diferença para o posicionamento no ranking, mas hoje já não é mais assim. 

Repetir as palavras-chave de maneira excessiva pode, inclusive, fazer com que o Google pense que você está tentando burlar o algoritmo aplicando uma técnica chamada Keyword Stuffing e, assim, punir o seu site.

O novo algoritmo é capaz de identificar os sinônimos, contextos e relacioná-los às palavras-chave dentro do seu conteúdo. 

É por isso que não é mais necessário repeti-las exaustivamente.

Como calcular a densidade de palavras-chave no texto

O percentual ideal para repetição da palavra-chave é de 1% a 3%

Para fazer o cálculo é simples, basta utilizar a fórmula a seguir: 
número de vezes que a palavra-chave aparece / total de palavras utilizadas no conteúdo x 100

Por exemplo, se você repetir a palavra-chave 5 vezes em um texto com 500 palavras, a densidade será de 1%.

Aqui é importante fazer uma observação: não basta se preocupar com a densidade. Você também precisa garantir que no final o texto esteja coerente e proporcione uma leitura agradável.

Como posicionar corretamente as palavras-chave no conteúdo

Para garantir um texto bem otimizado, a palavra-chave deve aparecer em alguns lugares específicos ao longo da página, por exemplo:

  • na URL;
  • no Meta Título e na Meta Descrição;
  • no título principal do artigo (H1);
  • nos subtítulos (H2, H3, H4 etc)
  • na descrição de imagens contidas no conteúdo.

No WordPress a URL, também chamada de Slug ou Link Permanente, é gerada automaticamente ao criar uma nova página ou artigo. Mas eles não precisam ser idênticos. 

Caso seu título seja muito grande, é possível reduzir a URL pelo painel. Para isso, remova as palavras desnecessárias, tais como artigos e preposições.

Só não remova sua palavra-chave em foco!

Já as tags de cabeçalho podem ser configuradas dentro do próprio editor de conteúdo do WordPress.

Para configurar o Meta Título e Meta Descrição a dica é utilizar o Yoast SEO. Você pode ver mais detalhes sobre ele no final deste artigo!

Legibilidade

Tão importante quando otimizar para os mecanismos de busca, é otimizar o seu conteúdo para a sua audiência! Por isso, é preciso garantir também uma boa legibilidade.

Veja como você pode melhorar a legibilidade em seu texto:

Utilize a linguagem correta

Considere o tom de voz que a sua empresa utiliza em outros materiais institucionais para padronizar a linguagem.

Se o seu negócio  é mais tradicional, não utilize uma linguagem mais “descolada” só porque está na moda.

Também considere utilizar um vocabulário que esteja de acordo com o nível de conhecimento do seu público.

Utilize blocos e frases curtas

Hoje, é comum que as pessoas “escaneiem” visualmente o texto, ou seja, fazer uma leitura rápida por toda a extensão do texto buscando trechos de interesse.

Tome como exemplo a formatação do texto que está lendo agora.

Por isso, o ideal é que você separe seu texto em vários blocos, utilizando os subtítulos e listas, e utilize parágrafos mais curtos para deixar a leitura mais dinâmica.

Otimização das imagens

Além das palavras, também é preciso ter um cuidado especial com as imagens!

Se você utiliza imagens em seus conteúdos, é necessário também otimizá-las para torná-las acessíveis por meio das tags “Alt” e “Title”

Imagem do painel de Mídia do WordPress mostrando as tags de texto alternativos e Title preenchidos
Painel de Mídia do WordPress

Uso da tag Tag Alt

A Tag “Alt” é uma descrição alternativa para a imagem. Ela é exibida quando essa  não pode ser carregada pelo navegador devido a um bloqueio ou links quebrados.

Além disso, configurar a descrição das imagens aumenta os pontos de acessibilidade do seu site, uma vez que os leitores de tela utilizados por cegos fazem uso desse texto para identificar o que há na figura.

Mas, se a sua imagem é meramente decorativa e não traz informação adicional, deixe a tag Alt em branco.

Assim, os leitores de tela passarão pela imagem, seguindo direto para o texto, facilitando o uso do site para as pessoas com deficiência.

Tag Title

As imagens também tem uma tag chamada Title, que nada mais é que o título dessa figura. 

Esse texto é exibido como tooltip, ou seja, aquele que aparece quando paramos o mouse em cima de imagem. 

Se você utiliza o WordPress, pode configurar esses dois campos ao subir uma imagem para sua galeria de mídia. 

Caso seu site seja feito em outra plataforma, é necessário verificar onde encontrar essas opções ou incluí-las através do código.

Nomes dos arquivos

Outra boa prática de otimização de imagens é renomear os seus arquivos antes de enviar para o site. Isso porque, ao incluí-los em seu conteúdo, será gerado um link específico para ele no servidor. 

Assim, ao invés de utilizar um nome genérico como imagem.jpg ou 0001.jpg, utilize um texto que a descreva. Você pode, inclusive, utilizar sua palavra-chave aqui.

Tamanho do arquivo

Captura de tela do site TinyPNG, mostrando a compactação dos arquivos.
Captura de tela do TinyPNG mostrando redução do tamanho de arquivos

A redução do tamanho do arquivo de imagem ajuda no carregamento mais rápido da página, especialmente se você trabalha com muitas imagens ao longo do texto.

Certifique-se que elas estejam com as dimensões próximas às que são exibidas no site e com peso mais leve possível. Para compactar sua imagem você pode utilizar o TinyPNG. 

Confira neste artigo como fazer a compactação com o TinyPNG.

Ferramentas para auxiliar na otimização On Page

Para facilitar a nossa vida, saiba que há inúmeras ferramentas que podem ajudar a fazer o diagnóstico do SEO Onage em seu site.

Veja duas excelentes para isso:

  • Yoast SEO
  • SEO Quake

Yoast SEO

O Yoast SEO é um plugin para WordPress que faz uma verificação automática da otimização das páginas. 

Com ele também é possível s criar as Meta tags de título e descrição, que são as informações que irão aparecer na página de resultados do Google.

Meta tags Título e Metra Descrição configuradas através do SEO YOAST
No Plugin SEO YOAST, clique em Editar Amostra

Para fazer um diagnóstico utilizando essa solução  basta definir a sua palavra-chave em foco que a ferramenta vai pontuar a otimização do seu conteúdo e sugerir melhorias.

Na guia Análise de SEO você pode verificar todos os pontos que precisam de ajustes.

Resultado análise de SEO ON Page com Yoast SEO
Telas com imagens da análise do Yoast SEO

O Yoast SEO também faz a análise de Legibilidade. Ao escanear o seu texto ele irá verificar:

  • tamanho das frases e parágrafos;
  • tamanho e distribuição dos subtítulos;
  • frases de transição;
  • tipo de voz utilizada no texto.

SEO Quake

A segunda ferramenta que indico é uma extensão para Chrome, chamada SEO Quake. 

Auditoria de SEO On Page com a extensão SEO Quake
Auditoria de SEO On Page com a extensão SEO Quake

Ao contrário do Yoast SEO, essa solução não faz a verificação em tempo real. Assim,  é necessário que sua página já esteja publicada.

Veja abaixo o passo a passo de como utilizar o SEO Quake:

  1. Instale a extensão do SEOQuake para navegador Chrome.
  2. Agora, para fazer o diagnóstico utilizando do SEO Quake, basta acessar a URL de uma página já publicada, clicar na extensão do SEOQUAKE na barra de ferramentas do navegador que ele vai recarregar essa página.
  3. Depois, terá que clicar novamente na extensão para que se abra uma janela de informações. Feito isso, clique em Diagnóstico.
  4. O SEO Quake  irá extrair as informações e classificá-las com as tags Aprovados, Erros e Advertências.

Dessa forma, você consegue ter uma visão geral de como os mecanismos de buscas estão enxergando o seu site (ah, você pode fazer isso no site do seu concorrente também! #ficaadica)

As ferramentas para SEO ON Page não fazem milagres

As ferramentas com certeza ajudam no processo de otimização, mas nem sempre elas são 100% efetivas.

O importante é ter consciência do que está fazendo, até para certificar-se que o que ela está nos trazendo de informação é coerente com as boas práticas.

Pronto para otimizar suas páginas e conteúdos?

Se ainda não, comente abaixo quais são as suas principais dúvidas. Assim, podemos esclarecê-las nos próximos conteúdos!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 20 =